A chave que pode, um dia, ser usada para desligar a gagueira

Posted on maio 3, 2013

1


O neurocirurgião Andres Lozano, professor de neurocirurgia da Universidade de Toronto, nos apresenta o interruptor mágico que pode desligar enfermidades como doença de Parkinson, doença de Alzheimer, distonia, depressão — e, quem sabe um dia, a gagueira persistente do desenvolvimento.

Andres Lozano é pioneiro no uso da estimulação cerebral profunda no tratamento de diversas condições neurológicas e psiquiátricas. Nesta admirável palestra, realizada em 18 de janeiro de 2013 no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Pasadena, California, EUA), ele nos mostra por que a técnica está se tornando cada vez mais precisa e por que seu uso pode se tornar em breve amplamente disseminado no tratamento das mais diversas desordens do cérebro.

Assista a aplicações realmente impressionantes desta técnica emergente, como o caso de uma mulher com doença de Parkinson que para instantaneamente de tremer e reassume o controle do corpo; ou o caso comovente de uma criança de 9 anos com distonia grave que ressuscita para a vida; ou ainda casos em que áreas do cérebro corroídas pela doença de Alzheimer foram trazidas de volta à vida por meio de estimulação cerebral profunda.

Posts relacionados:
Relato de caso pioneiro escrito por um pediatra em 1981
Gagueira dose-dependente induzida por clozapina
Pesquisa genética revela face desconhecida da gagueira
“The Kid’s Speech”, Documentário da BBC – primeira parte
iPhone ajuda paciente com Parkinson a melhorar fluência
Exame genético avalia risco de persistência da gagueira
Surpreendente caso de gagueira causada por estreptococos
Descoberto caso inédito de gagueira genética no Brasil
Estudo do NIH descobre os primeiros genes da gagueira
Matéria na Folha de S. Paulo: “A gagueira na real”