Gagueira e taquifemia muitas vezes ocorrem em conjunto

Posted on dezembro 14, 2012

0


Estudos apontam que um terço das pessoas com gagueira (stuttering) também apresenta taquifemia (cluttering)1, conhecida comumente como “fala rápida” ou “fala acelerada”, mas ainda são poucos os que
sabem fazer o reconhecimento dessa associação.

Estudos apontam que um terço das pessoas com gagueira também apresenta taquifemia1, mas ainda são poucos os que sabem fazer o reconhecimento dessa associação.

Embora a ocorrência simultânea de gagueira e taquifemia seja muito frequente — a ponto de justificar a elaboração de livros específicos sobre o tema (veja imagem ao lado) —, dificilmente vemos esse dado ser mencionado em reportagens nacionais que falem sobre gagueira.

O vídeo abaixo comprova isso. Feito pela sucursal da Unimed em Sergipe, nele é possível ver um caso muito típico de gagueira associada à taquifemia. Apesar disso, em nenhum momento da reportagem essa informação é citada.

Por se tratar de um vídeo informativo, teria sido bastante oportuno mencionar a frequente relação de comorbidade entre os dois distúrbios, sobretudo porque o caso mostrado é um exemplo modelar da coocorrência deles. Mas infelizmente não houve essa sensibilidade por parte dos realizadores da matéria.

Assista e comprove:

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:
1. WARD, David. Stuttering & Cluttering: Frameworks for Understanding and Treatment. Psychology Press, 2006. pág. 149.

Posts relacionados:
Estudo derruba antiga crença sobre origem da gagueira
Que relação pode ter um passarinho com a gagueira?
Descoberto caso inédito de gagueira genética no Brasil
Surpreendente caso de gagueira causada por estreptococos
iPhone ajuda paciente com Parkinson a melhorar fluência
A longa estrada da descoberta dos genes da gagueira
Exame genético avalia risco de persistência da gagueira